Votos perpétuos de Irmã Cláudia Segoviano Barcenas

Catedral de Querétaro, 5 de setembro de 2015

Homilia de S. Excia, Monsenhor Faustino Armendíriz Jiménez, Bispo de Querétaro (clicca qui per leggere l’omelia) (clique aquí para leer el texto completo)

Com alegria estamos aqui nesta manhã, para celebrar Santa Eucaristia, na qual Jesus se oferece continuamente como alimento que dá a vida ao mundo e onde a vida consagrada encontra o seu fundamento e a sua força.

 

Exatamente no ano da Vida Consagrada, estamos vivendo o melhor modo para celebrá-lo: colocando sobre o altar de Deus o desejo concreto de Irmã Cláudia, que deseja consagrar-se para sempre a Deus, em uma vida de pobreza, castidade e obediência para o Reino do Ceu.

 

 

A vida consagrada é o reflexo do Amor, Amor que confia a própria fidelidade ao mistério da Cruz, que crê e vive do amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo...

 

 

A sua fidelidade ao único Amor se manifesta e se revigora na humildade de uma vida escondida, que aceita os sofrimentos para completar, na própria carne, aquilo que falta aos sofrimentos de Cristo. (Col 1,24).

 

Caríssima filha, Jesus precisa de sua resposta decidida, uma resposta que seja capaz de abandonar-se nas Suas mãos e, assim, poder dilatar o Reino de Deus, além dos próprios limites físicos, humanos e existencial.

Existe toda uma humanidade que está à espera, pessoas que perderam toda esperança, famílias em dificuldades, crianças abandonadas, ricos cansados dos bens que possuem, com o coração vazio, mulheres, homens em busca do sentido da vida, sedentos do divino. (cf. Francisco Carta Apostólica a todos os Consagrados).

 

 

A materna intercessão da Santíssima Virgem Maria, esposa sem rugas e sem marcas, conserve a todas e a cada uma consagrada uma fé virginal íntegra, uma esperança sólida e um amor sincero. Amém!

 

 

 

******

 

A festa da profissão continua na casa das Irmãs, em um clima de fraternidade e de alegria.

A comunidade franciscana quis estar fraternal e alegremente presente.

 

 

Como se usa na tradição mexicana, a “esposa” abre as danças com o pai...

 

 

...e corta a primeira fatia do bolo!

 

 

Questo sito utilizza i cookie. Continuando a navigare in questo sito, concordi con la nostra politica sui cookie.