Renovatio Vitae
“Minha alma engrandece ao Senhor e exulta meu Espírito em Deus meu Salvador”

Campora (BO) Casa Santa Marcellina, 13-23 Julho 2015

No dia 13 de julho, iniciamos nossa Renovatio, com sentimento de alegria e de gratidão pelo dom da nossa consagração a Deus neste Instituto. Nossa peregrinação interior teve início diante de Nossa Senhora das Dores, fazendo memória do despertar de nossa Congregação do coração Deus para o coração de nosso Fundador Beato Luigi Biraghi.

Rezando diante da mesma imagem, sentimos a força da pequena semente que, lançada na terra, cresceu e chegou até nós, herdeiras e continuadoras deste carisma. Diante de Nossa Senhora das Dores, relembramos as palavras de Biraghi e pedimos à Virgem que nos iluminasse, socorresse, aconselhasse, fortalecesse. E rezávamos... “e eis em nós um coração novo” e o desejo de uma renovada fi delidade à inspiração Deus.

Respirando os ares de Cernusco, caminhando nas pegadas de nossos Fundadores, experimentamos a alegria do encontro fraterno e da acolhida de nossas Irmãs, testemunhas vivas do nosso carisma.

Quanta emoção sentimos ao entrar, visitar, rezar neste solo tão sagrado para nós! Com o olhar voltado para Nossa Senhora do Divino Pranto, rezamos pedindo a Ela que interceda por nós e por toda a Congregação, para que possamos viver a mensagem que Ela nos trouxe.

Em cada comunidade que visitamos: Casa Madre, Cernusco, Soggiorno Biraghi, Quadronno, Roma, sentimos o espírito de pertença e de unidade que move a nossa Família Religiosa.

Enriquecidas com a espiritualidade de nossos Fundadores e Protetores, partimos para Campora com nossas Irmãs italianas e mexicanas, iniciando a experiência do Primeiro Encontro Internacional da Renovatio Vitae.

Ir. Elza Antoniazzi introduziu o nosso encontro fazendo uma refl exão sobre 4 passagens bíblicas: A Criação, Abraão, Elias e o início do Evangelho de São Marcos. Ao refletirmos, rezarmos e partilharmos os textos propostos, confirmamos a certeza de que, após 9/10/11/12 anos de Profissão Perpétua, o Senhor jamais deixou faltar a sua bênção em nossas vidas e reavivamos a graça de sermos chamadas e enviadas quais portadoras de bênção para aqueles que convivem conosco.

Com o objetivo de descobrir o Rosto de Cristo, contemplamos algumas obras de arte e procuramos responder às perguntas:
- O que mais gostou e por quê?
- Em que aspecto você se sentiu atingida?
- O que o seu relacionamento com Deus lhe sugere? A qual Rosto de Deus seu relacionamento com Ele a remete?
- Que imagem de crente deriva deste relacionamento?
- De que maneira o que você viu pode inspirar nossa vida pessoal, religiosa, comunitária e eclesial?

Nossas partilhas foram ricas de sentido e de desejo de crescer em Deus. As trocas de refl exões e experiências pessoais nos ajudaram a perceber a centralidade do Rosto de Cristo em nova vida cotidiana.

Constatamos que a diversidade cultural e de língua não foram obstáculos para o nosso vivere insieme, pois o desejo de unidade e de acolhida do outro superava qualquer barreira de comunicação.

Ao olharmos umas para as outras nos sentíamos parte de uma única família Marcelina.

Após uma semana de convivência, refl exão, oração e partilha em Campora, seguimos nossa peregrinação com destino à mística cidade de Assis. Foi um grande presente de Deus percorrermos os caminhos que São Francisco, Santa Clara e tantos santos nos deixaram.

In ogni cEm cada Igreja, em cada rua, nas construções medievais, na encantadora natureza, podíamos sentir a presença de Deus e uma paz profunda. Ao contemplarmos, com olhar aguçado, aqueles lugares sagrados, entendemos com mais profundidade quem foi Francisco e a mensagem que ele deixou para o mundo. Sentimo-nos impelidas a viver com mais simplicidade e amar o AMOR que, como Francisco gritava, não é amado.

Deixamos a tranquilidade de Assis e partimos para a movimentada Roma Eterna, terra de santos e pecadores, patrimônio artístico, cultural, religioso de tamanha grandeza que nos deixou encantadas. Mais uma vez nossos pés tocaram solo sagrado. Através da arte sacra, das antigas ruinas e dos monumentos, revivemos a história de um povo, de uma religião, da nossa fé. Na verdade é a nossa história também.

De Roma para casa e de casa para a vida!

Faltam-nos palavras para descrevermos tudo o que vivemos nestes dias, mas podemos afi rmar que foi, de fato, uma renovação de nossas vidas, pois a peregrinação foi para dentro de nós. Os lugares, as pessoas, os encontros, as partilhas foram instrumentos preciosos que nos ajudaram em nosso encontro pessoal com o Senhor de nossas vidas.

Agradecemos imensamente pela oportunidade que a Congregação nos deu e, de modo particular, por acreditar em nós.

Pedimos ao Espírito Santo que nos conceda sabedoria e simplicidade para vivermos a nossa Renovatio cada dia, com alegria.

Por tudo, demos graças a Deus!

Ir. Luceni, Ir. Luciene, Ir. Maria Amélia, Ir. Patrícia e Ir. Vânia Maria

Questo sito utilizza i cookie. Continuando a navigare in questo sito, concordi con la nostra politica sui cookie.